União Europeia escolhe Cosmópolis

União Europeia escolhe Cosmópolis

O Brasil se candidatou para ser incluído na Lista de Exceção da Diretiva da Europa, que é um conjunto de regras aplicadas no processo de importação de Insumos Farmacêuticos Ativos (IFAs) na União Europeia. Como Cosmópolis tem duas indústrias de insumos farmacêuticos (substância química ou complemento usados nos primeiros passos na produção de medicamentos), a cidade foi escolhida para passar por uma vistoria, que foi realizada no período de 18 a 27 de novembro de 2014 e, na qual, a vigilância sanitária da cidade foi aprovada.

A auditoria (inspeção) buscava avaliar o processo de inspeção na área de insumos farmacêuticos utilizados em Cosmópolis, já que a União Europeia só importa os IFAs fabricados segundo às normas de Boas Práticas de Fabricação, estabelecidas por ela própria.

No dia 2 de julho de 2015, o Official Journal of the European Union publicou o reconhecimento da equivalência do controle brasileiro  ao padrão europeu aplicado a insumos farmacêuticos. Com isso, fica reconhecido que a regulação estabelecida pela Anvisa, junto com os procedimentos empregados pelo Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS), as inspeções realizadas pela Visa de Cosmópolis, bem como os controles e ações de verificação de cumprimento uti lizadas no Brasil, atingem nível de proteção equivalente ao adotado pela União Europeia.  Isso significa que o Brasil foi oficialmente incluído na lista de países que correspondem aos controles utilizados na Europa, e pode exportar insumos farmacêuticos.

Além de simplificar e agilizar o processo de exportação brasileira de insumos farmacêuticos para o mercado europeu, esse resultado fortalece a imagem brasileira tanto do setor farmacêutico, quanto do SNVS. Até hoje, faziam parte da lista de equivalência com a União Europeia somente a Austrália, o Japão, a Suíça e os Estados Unidos. Agora, Brasil e Israel foram incluídos nesse rol. “Este é um evento de grande relevância para o nosso estado e para o país, pois qualifica a nossa vigilância sanitária com a igualdade de ações conforme os requisitos da União Europeia”, ressalta o Secretário de Saúde, Dr. Luís Marcelo Multini.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Fale aqui
1
Olá, tudo bem !
No que posso te ajudar ?
Powered by