Hugo Motta anuncia candidatura à liderança do PMDB na câmara

Hugo Motta anuncia candidatura à liderança do PMDB na câmara

2.Estratégia Eleitoral

Esquenta a disputa pela liderança do PMDB na Câmara dos deputados, o deputado Hugo Mott a (PMDB-PB) anunciou que concorrerá à liderança do PMDB na Câmara. Além dele, já haviam confirmado que iriam disputar o cargo o atual líder, o deputado Leonardo Picciani (RJ), que tenta a reeleição e o deputado Leonardo Quintão (MG), que já desisti u da candidatura e alegou para a Tribuna do Norte que “a candidatura dele [Hugo Motta] veio apenas para dividir ainda mais o parti do e gerar ruptura”.

Mas, calma. Por que esses anúncios são importantes? Venha entender o contexto político por trás disso tudo. Primeiramente, o leitor precisa saber que somente os parti dos com pelo menos cinco integrantes na câmara têm direito à liderança. Já as bancadas que não atingirem esse número, têm direito a indicar um integrante para orientar as votações e falar em sessão por cinco minutos, uma vez na semana.

“Somente os partidos com pelo menos cinco integrantes na câmara têm direito à liderança”

Hoje, a câmara tem 513 deputados ao todo e 67 são do PMDB, um dos parti dos com maior representação e, para ser eleito líder, o candidato desse parti do precisa ter a maioria dos votos, ou seja, mais da metade desses 67 deputados.

Acontece que Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da câmara (sim, aquele que foi acusado de menti r na CPI da Petrobras e, por isso, foi aberto contra ele um processo, no qual é pedido sua cassação por quebra de decoro parlamentar) está agindo para eleger Hugo Mott a. O plano foi discuti do entre Cunha e os deputados do PMDB, Lúcio Vieira Lima (BA), entre outras lideranças, como porta-vozes da ala do parti do que defendem o afastamento do PMDB do governo.

Hugo Mott a negou que a candidatura dele tenha o “carimbo” de Eduardo Cunha e disse que, neste momento, ele tem mais chance de unir a bancada do que Picciani e Quintão. “Vou ganhar esta eleição com o carimbo [de Eduardo Cunha] ou sem”, disse.

E as Outras Lideranças?

Em 2017, haverá outra eleição para presidente da câmara, já que o mandato do presidente, bem como o dos demais membros da Mesa Diretora, é de dois anos e ter o líder definido antecipadamente ajuda na hora de conseguir apoio e votos, e o PMDB aparenta saber disso. Na última votação, em 2015, Cunha ganhou 267 votos dos 513. O deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP) foi o segundo mais votado, com 136 votos. Júlio Delgado (PSB-MG) contou com 100 votos e Chico Alencar (Psol-RJ) teve 8 votos. Entre esses nomes, Chico Alencar é o único que permanece como líder de seu parti do na câmara.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Fale aqui
1
Olá, tudo bem !
No que posso te ajudar ?
Powered by