O fracasso está presente na rotina de empreendedores

O fracasso está presente na rotina de empreendedores

1. Empreendedor

Faz parte da vida dos empreendedores abrir um negócio que pode fracassar, apostas erradas, planos de negócio ruins, erros de administração são ações que representam um risco para quem cria uma empresa a parti r do zero.

“Minha primeira companhia, a Martingale Software, fracassou (devolvemos US$ 7.000,00 dos US$ 10.000,00 que arrecadamos). Minha segunda companhia, a DataVision Technologies, fracassou. Não tive sucesso até minha terceira companhia, a Feld Technologies”, conta Brad Feld, empreendedor e co-fundador da TechStars, em seu blog.

Segundo a pesquisa Demografia das Empresas, realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), mais da metade das empresas fundadas no Brasil fecha as portas após quatro anos de atividade. Das 694 mil empresas que nasceram em 2009, apenas 47,5% ainda estavam em funcionamento em 2013. Após o primeiro ano de funcionamento, 158 mil fecharam as portas em 2014, ainda segundo a pesquisa.

“Não tive sucesso até minha terceira companhia, a Feld Technologies”

O risco do fracasso sempre irá existir e o medo de fracassar também, mas isso não é algo ruim. Analise calmamente os fracassos e os aceite como seus, não tente encontrar culpados. Para fugir da responsabilidade, muitas vezes jogamos a culpa em outras pessoas. Não faça tal coisa, se fizer isso estará jogando no lixo muitas oportunidades de aprendizado e crescimento pessoal e profissional. Não fuja dos seus erros.

O empreendedor Brad Feld tem estratégias para superar o fracasso. “Eu adoro a abordagem de Jeremy Bloom, CEO da Integrate, por quem tenho imenso respeito e admiração. Nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2006, ele foi o melhor magnata esquiador de estilo livre do mundo. Em sua última corrida, esperavam que ele ganhasse o ouro. Na metade do caminho, ele perdeu uma virada e acabou na sexta colocação. Como Jeremy me disse, ele se deu 24 horas para ficar bravo, depressivo, chateado, furioso, frustrado, confuso e melancólico. Eu consigo imaginar ele em seu quarto, na Vila Olímpica, destruindo sistematicamente toda a mobília. Um minuto depois das 24 horas, ele já estava trabalhando em seu próximo projeto, com o fracasso presente somente em seu espelho retrovisor”, conta.

Muitas empresas e Startups optam por ter em suas equipes, pessoas que passaram por um projeto que não obteve total êxito, porque esses profissionais têm know-how (conhecimento/expertise), aprenderam com suas falhas e sabem lidar com situações de crise. Ter medo é algo natural, afinal, o medo nos ajuda a evitar situações perigosas, contudo, muitas vezes ele é desproporcional à realidade, e acaba por prejudicar o nosso crescimento pessoal e nos negócios. No caso do medo do fracasso, a pessoa deixa de realizar coisas importantes que poderiam lhe trazer muitos benefícios.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Fale aqui
1
Olá, tudo bem !
No que posso te ajudar ?
Powered by