Desperte uma criança empreendedora

Desperte uma criança empreendedora

2. Liderança  (imagem 2)

A última pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM, 2014), realizada no Brasil pelo Sebrae e pelo Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP), mostrou que o país tem cerca de 34,5% de empreendedores, dentro dessa população uma média de 34,3% são jovens com faixa etária de 25 a 34 anos.

A pesquisa não considera investidores que tenham idade inferior a 18 anos, mas existe uma parcela das crianças que estão cada vez mais envolvidas em iniciativas empreendedoras. Pode parecer uma ação boba, como vender objetos para os amigos, lavar o carro de alguém, cuidar do gato do vizinho, oferecer ajuda à alguma instituição, mas iniciativas como essas podem render um dinheirinho para as crianças, que, além de aprenderem sobre o papel do dinheiro e do trabalho, ainda, passam a entender de forma simplificada como funciona um negócio.

Veja alguns exemplos e entenda como algumas atitudes podem fortalecer as relações da garotada na escola e no mundo, transformando-as, futuramente, em adultos mais preparados para a vida financeira.

Seja apaixonado pelo que faz

Veja o exemplo de João Pedro de Miranda Caldas, baiano, de 12 anos. A mãe se mudou para Paris, na França, para fazer um doutorado e ele foi junto. Como não sabia falar francês, começou a fotografar com a câmera do namorado da mãe. Hoje, ele atende pelo nome artístico Mirim, registra a vida dele na Europa e vende as fotografias pelo seu próprio site, o caaldas.me.

Observe o que está acontecendo no mundo ao seu redor

 Davi Braga, de 13 anos, é filho de João Kepler (que é investidor anjo) e sua mãe, Cça, mundo, empreendedora, riscos, ristina, tem uma papelaria. Ele está lançando o projeto Startup da List- it, uma iniciativa sua. O garoto via que a mãe vivia correndo de um lado para o outro para encontrar os melhores preços e formar os kits completos de materiais escolares para seus clientes. No sufoco, Davi enxergou uma oportunidade. “Eu pensei em um site que ajudasse a suprir essa demanda crescente”, diz já com uma linguagem de empresário. O List-it está no momento cadastrando estabelecimentos, como pequenas papelarias. Nesse site o cliente tem apenas que selecionar a cidade, colégio e série para comprar todos os materiais escolares dos filhos, que são exigidos pelo colégio. A compra é entregue na casa do cliente.

Corra riscos

Matheus Bustamante Battiato tem 10 anos e queria ver o show de Paul McCartney no Brasil, no final de 2014. Para arrecadar o dinheiro dos ingressos, ele começou a fazer e vender pulseiras na internet. Com a ajuda da tia, organizou-se para elaborar as pulseiras e enviá-las para os compradores pelo correio. Se arriscou e se esforçou na busca de um objetivo maior. No dia do show, o Beatle usou a pulseira de Matheus durante todo o show na capital paulistana e ainda tirou foto com o menino.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Fale aqui
1
Olá, tudo bem !
No que posso te ajudar ?
Powered by