Booktubers estão ganhando espaço e revolucionando o mercado literário

Booktubers estão ganhando espaço e revolucionando o mercado literário

Jovens que se dedicam a falar sobre livros na internet ganharam o nome de booktubers. Em seus canais no You Tube, o objetivo é trocar opiniões, dar dicas e sugestões sobre livros, e também incentivar a leitura.

Tatiana Feltrin booktuberTatiana Feltrin foi a primeira booktuber do Brasil. Ela criou seu canal no Youtube, o Tiny Little Things, em 2007, e hoje já acumula quase 11 milhões de visualizações desde então. Depois dela, outros novos booktubers apareceram, e atualmente já é possível encontrar na internet diversos canais diferentes que tratam sobre livros com todos os tipos de temática.

O sucesso desses canais se deve a fácil linguagem normalmente utilizada na internet. “Os canais literários propiciam uma forma mais divertida e dinâmica de conhecer e se relacionar com literatura”, diz o youtuber Victor Almeida, do canal Geek Freak, que conta com mais de 55 mil seguidores.

Diferentemente dos críticos literários, os booktubers não utilizam o espaço na internet para falar mal ou bem dos livros que leem. A ideia é justamente trocar opiniões, comentar e passar dicas de leitura para quem gosta de ler. O feedback fica a critério dos seguidores, que se gostarem da opinião compartilhada vão atrás do livro indicado.

Diante do sucesso crescente dos booktubers, algumas editoras estão aproveitando a fama desses novos formadores de opinião para divulgar alguns lançamentos literários. A editora Galera, selo da Record para obras juvenis, foi uma delas. Antes do lançamento do título “À Procura de Audrey”, de Sophie Kinsella, o livro foi pré-avaliado por uma booktuber, e por conta disso, a expectativa gerada foi tão grande, que o livro esgotou assim que chegou às lojas.

Outra editora que também possui parceria com alguns booktubers é a Rocco. Ela permite que eles escolham até dois livros por mês, dentre os que ainda serão lançados, para fazerem seus comentários sobre as histórias. Com isso, a editora comemora os bons índices de vendas, principalmente entre os livros destinados ao púbico jovem. A editora garante que os booktubers tem total autonomia para comentar sobre as histórias em seus vídeos no You Tube.

Muitos autores também estão aproveitando o sucesso da divulgação de livros pela internet para apresentar suas obras, e estão usando a influência que a rede proporciona para venderem mais livros. Para a autora Carolina Munhoz, com a popularização dos booktubers, a literatura é que ficou em evidência.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Fale aqui
1
Olá, tudo bem !
No que posso te ajudar ?
Powered by