MPF denuncia formalmente ex-presidente Lula

MPF denuncia formalmente ex-presidente Lula

De acordo com a Lava Jato, Lula recebeu benefícios da empreiteira OAS em obras de reforma de um tríplex do Edifício Solaris, em Guarujá. O prédio foi construído pela Bancoop (Cooperativa Habitacional do Sindicato dos Bancários), que teve como presidente o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto. Vaccari está preso desde abril de 2015. O imóvel foi adquirido pela OAS e recebeu benfeitorias da empreiteira.

No mês de agosto, a Polícia Federal indiciou Lula, a ex-primeira dama Marisa Letícia, o ex-presidente da OAS José Aldemário Pinheiro (Léo Pinheiro), e um engenheiro da empreiteira que participou da reforma do imóvel, que o ex-presidente nega ser dele. No indiciamento, o delegado Márcio Adriano Anselmo, afirmou que Lula recebeu vantagem indevida por parte de Léo Pinheiro e também de Paulo Gordilho, engenheiro da OAS, consistente na realização de reformas no apartamento 174. O imóvel recebeu obras avaliadas em R$ 777 mil, móveis no total de R$ 320 mil e eletrodomésticos no valor de R$ 19 mil – totalizando R$ 1,1 milhão.

A denúncia do MPF deve chegar às mãos do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato, na primeira instância. Assim que tiver acesso ao processo com a denúncia, ele terá um prazo de cinco dias para analisá-lo e tomar uma decisão. Se a denúncia for aceita, Lula passará de denunciado a réu e será citado e intimado a apresentar uma defesa preliminar em um prazo de dez dias.

Para aliados do ex-presidente, o Ministério Público estaria agindo de forma política para inviabilizar sua candidatura em 2018, mas os promotores negam que a apresentação de denuncia tenha qualquer motivação política.

DENUNCIADOS PELO MPF:
Luiz Inácio Lula da Silva (Ex-presidente) – Corrupção passiva e lavagem de dinheiro
Marisa Letícia (Mulher de Lula) – Lavagem de dinheiro
Léo Pinheiro (Ex-presidente da OAS) – Corrupção ativa e lavagem de dinheiro
Paulo Gordilho (Arquiteto e ex-executivo da OAS) – Lavagem de dinheiro
Paulo Okamotto (Presidente do Instituto Lula) – Lavagem de dinheiro
Agenor Franklin Magalhães Medeiros (Ex-executivo da OAS) – Corrupção ativa
Fábio Hori Yonamine (Ex-presidente da OAS Investimentos) – Lavagem de dinheiro
Roberto Moreira Ferreira (Ligado à OAS) – Lavagem de dinheiro

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Fale aqui
1
Olá, tudo bem !
No que posso te ajudar ?
Powered by