OIT prevê aumento do desemprego no Brasil em 2017

OIT prevê aumento do desemprego no Brasil em 2017

Um relatório divulgado na última quinta-feira (12) pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), indica que a taxa mundial do desemprego deverá subir de 5,7% para 5,8% em 2017. Isso representa um aumento de 3,4 milhões de pessoas sem emprego no mundo todo.

Entre os países que integram o G-20, o Brasil é o que mais vai sofrer esse aumento. Segundo o estudo “Perspectivas sociais e do emprego no mundo – Tendências de 2017”, a estimativa é de que a cada 3 novos desempregados em âmbito mundial, um deles seja brasileiro, o que fará com que a taxa no país passe de 12,4 milhões em 2016 para 13,6 milhões em 2017. Em 2018, esse número pode chegar até 13,8 milhões. Esses dados colocam o Brasil na terceira posição dos países com a maior população de desempregados entre as maiores economias do mundo. A primeira e segunda posições são respectivamente ocupadas atualmente pela China e pela Índia.

Para a OIT, o desemprego no Brasil tem um impacto mundial e afeta os cálculos gerais. Hoje, a América Latina é a região que tem maior desafio do desemprego no mundo e o aumento do número de desempregados no Brasil representará um terço do crescimento das pessoas sem trabalho em todo o mundo em 2017.

No Brasil, o índice do desemprego é medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com base na população que procurou por uma ocupação nos últimos 30 dias. Por esse motivo, o número de trabalhadores sem contratação formal é ainda muito maior.

A expectativa é que o nível de desemprego comece a diminuir apenas em 2018. É esperado que a economia mundial volte a ganhar fôlego ainda este ano, porém o impacto no mercado de trabalho virá só depois com novas contratações.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Fale aqui
1
Olá, tudo bem !
No que posso te ajudar ?
Powered by