Doria tem primeiro encontro com Bolsonaro depois da campanha eleitoral

Doria tem primeiro encontro com Bolsonaro depois da campanha eleitoral

O governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB) se reuniu nesta quarta-feira (7) em Brasília com o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Foi o primeiro encontro dos dois após a campanha eleitoral.

A reunião ocorreu no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, onde está instalado o gabinete do governo de transição.

Segundo Doria, além de Bolsonaro, participaram do encontro desta quarta os futuros ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Após a reunião, Doria afirmou em entrevista que o PSDB de São Paulo dará apoio a Bolsonaro no Congresso Nacional em nome da governabilidade e das “boas propostas” nas áreas econômica, institucional e social. Ele disse não esperar contrapartida em troca do apoio.

“Disse ao presidente que o PSDB de São Paulo não fica em cima do muro, tem lado. E o lado do PSDB de São Paulo é o Brasil. Então, ele que conte com o nosso apoio”, declarou Doria.

Durante a campanha eleitoral, Doria foi ao Rio de Janeiro para tentar um encontro com Bolsonaro, mas o então presidenciável não compareceu.

No segundo turno, Doria declarou apoio a Bolsonaro na disputa contra Fernando Haddad (PT) e utilizou a expressão “Bolsodoria” como mote de campanha.

O governador eleito também afirmou que apoia Bolsonaro na “desestatização” por meio de concessões, privatizações e parcerias-público-privadas (PPPs).

Doria relatou que se reuniu com 58 deputados e senadores do PSDB, que estão no mandato, se reelegeram ou se elegeram neste ano. No entendimento dele, o PSDB dará apoio à reforma da Previdência.

“Nossa posição é de apoio à reforma da Previdência ainda que em etapas. E ainda que a primeira etapa seja a mudança”, disse.

O governador defendeu aprovar ao menos o aumento da idade mínima de aposentadoria para homens e mulheres.

Reunião de governadores

Doria informou que governadores eleitos participarão de um encontro na próxima quarta-feira (14) em Brasília.

Segundo o tucano, na oportunidade o futuro ministro Paulo Guedes poderá apresentar um projeto de novo pacto federativo. Ele afirmou que Bolsonaro pode participar do encerramento do evento.

“Os governadores, todos eles, foram convidados. Já temos vários que confirmaram a presença, para que o futuro ministro da Fazenda possa apresentar projeto de pacto federativo, e os governadores expressarem alguns dos seus pontos de preocupação no plano econômico”, disse Doria.

Novos secretários

Doria informou que nesta quinta-feira (8) anunciará em São Paulo o nome de mais dois secretários de seu futuro governo.

O governador eleito já anunciou três secretários, todos ministros do governo do presidente Michel Temer: Gilberto Kassab (Casa Civil), Rossieli Soares (Educação) e Sérgio Sá Leitão (Cultura). Ele disse ainda que o secretariado terá a participação de mulheres.

FONTE: g1.globo.com

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Fale aqui
1
Olá, tudo bem !
No que posso te ajudar ?
Powered by