Saiba como medidas simples podem te ajudar a sair do vermelho

Saiba como medidas simples podem te ajudar a sair do vermelho

O principal motivo desse alto número é o desemprego, que atinge atualmente cerca de 11,6 milhões de brasileiros.

Cartão de crédito, cheque especial, financiamento da casa, financiamento do carro, estudos, empréstimos, compras, viagens, não importa o motivo, as dívidas são capazes de tirar o sono de qualquer um. Mas reorganizar sua vida financeira e sair de vez do vermelho é menos complicado do que parece.

Com algumas medidas simples e um pouco de paciência é possível regularizar as contas e ainda começar a guardar dinheiro para não passar mais aperto.

Business performance analysis.

1 . Controle seus ganhos e gastos
O primeiro passo para reorganizar as finanças é fazer uma planilha onde sejam listados todos os seus gastos, tanto fixos quanto eventuais, e seus ganhos, como salário, dinheiro extra, ajuda de familiares, ou qualquer outra fonte de renda. Esse passo é importante pois é a única forma de saber exatamente quanto você ganha e quanto você gasta, podendo assim fazer um comparativo para saber se ganha mais do que gasta ou o contrário.

2 . Corte despesas desnecessárias
Sabendo exatamente com o que o seu dinheiro está sendo gasto, é preciso analisar e cortar todas as despesas desnecessárias, como por exemplo a assinatura de uma revista que você quase não lê ou almoçar e jantar fora todos os dias. E também tentar diminuir o custo de algumas despesas fixas, como a conta de luz, trocando as antigas lâmpadas incandescentes por fluorescentes ou de led e diminuir o tempo gasto no banho, trocar o pacote de assinatura da televisão por um mais básico com menos canais, etc.

3 . Priorize seus gastos para o pagamento de dívidas
Depois de diminuir suas despesas, é hora de quitar as dívidas do passado. Tentar renegociar as contas em atraso é uma boa forma de evitar que os juros continuem aumentando. Caso não tenha dinheiro suficiente para liquidar todas as dívidas pendentes, priorize aquelas com juros mais altos, como o cheque especial ou o rotativo do cartão de crédito. Outra alternativa é tentar trocar as dívidas com mais juros por uma única conta com juros menores, como por exemplo um empréstimo consignado ou crédito pessoal.

4 . Evite fazer novas dívidas
Quando pensar em comprar uma coisa nova, avalie se você pode comprar e se essa aquisição é realmente importante e necessária. Se puder esperar, economize por alguns meses e pague a vista. Outra dica importante é sempre tentar sair de casa apenas com o dinheiro necessário para o que você planejou fazer durante o dia, além de deixar o cartão de crédito em casa para não cair em tentação.

5 . Faça uma reserva para o futuro
Ao conseguir realizar essas mudanças de hábitos em relação a sua vida financeira, com todas as dívidas quitadas provavelmente vai começar a sobrar dinheiro na sua conta no fim do mês. Guarde. Não é fácil se manter sem pendências financeiras, mas é necessário. Imprevistos futuros podem acontecer, e com uma boa reserva na poupança você não correrá o risco de se endividar novamente.

 

Receba atualizações do site em seu e-mail

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Fale aqui
1
Olá, tudo bem !
No que posso te ajudar ?
Powered by