Plataforma de gestão em nuvem para PMEs libera acesso gratuito durante pandemia
"A situação é difícil, desafiadora, mas acreditamos ser possível navegar por ela", diz Marcelo Lombardo, fundador e CEO da Omie (Foto: Divulgação)

Plataforma de gestão em nuvem para PMEs libera acesso gratuito durante pandemia

Micro e pequenas empresas podem usar gratuitamente o Omie.FIT, ferramenta de gestão empresarial em nuvem, em tempos de pandemia do novo coronavírus

Com a economia global andando lentamente, a gestão eficiente dos negócios ganhou ainda mais relevância. Isso porque, além de atacar a saúde da população, o novo coronavírus já começa a fragilizar as empresas, principalmente os micro e pequenos negócios – sem esquecer das médias e grandes, também abaladas pelos efeitos colaterais da pandemia.

Para reduzir os impactos da crise econômica nesses empreendimentos, a Omie, empresa brasileira que oferece plataforma de gestão na nuvem para pequenas e médias empresas, decidiu disponibilizar sem nenhuma cobrança o Omie.FIT. O objetivo é ajudar os empresários para que adotem uma gestão eficaz e segura em um momento em que muitos estão administrando seus negócios à distância pela primeira vez.

Omie.FIT é uma versão do sistema da Omie voltada tanto a microempreendedores individuais (MEIs) quanto a pequenos empreendedores que tem uma movimentação financeira anual de até R$ 180.000,00. A ferramenta, que antes estava disponível de forma gratuita apenas para clientes de contadores parceiros da Omie, passa a ser oferecida de graça para toda essa fatia do mercado, de forma a apoiar micro e pequenas empresas durante e depois da crise.

Está inclusa no software da Omie a emissão ilimitada de notas fiscais e de boletos, oferecidos a R$ 1,89 (cada boleto), um dos menores custos de mercado, por meio da conta digital Omie.CASH.

Os empreendedores que utilizarem Omie.FIT contam também com a antecipação de recebíveis, serviço financeiro oferecido a clientes Omie em parceria com a fintech de crédito WEEL. Durante o delicado momento financeiro do país, as duas empresas decidiram reforçar a aliança e aumentar a oferta de serviços a empresários com o objetivo de colaborar para que os negócios consigam preservar seu capital de giro e ainda manter a liquidez até que a economia volte a dar sinais de uma recuperação consistente.

“A situação é difícil, desafiadora, mas acreditamos ser possível navegar por ela. Com inteligência e cooperação podemos sair dessa mais fortes do que entramos. Juntos podemos atravessar este momento conturbado e manter a economia viva, principalmente se cuidarmos das pessoas, apostarmos em eficiência e tecnologia, reduzindo custos, revendo processos e otimizando operações”, diz Marcelo Lombardo, fundador e CEO da Omie.

Por meio da solução da WEEL embarcada no sistema Omie o usuário envia suas notas fiscais, habilita a linha de crédito necessária para o negócio e conta com a liberação de recursos financeiros no mesmo dia. Assim, atende rapidamente a sua demanda e não precisa recorrer a empréstimos com a incidência de juros altos – uma alternativa muito eficiente em tempos de crise.

Esse processo funciona graças aos investimentos em ferramentas de Inteligência Artificial e Big Data, que constituem o principal vetor para a tomada de decisão nesse tipo de operação. São analisados até 15 mil pontos de informação, o que permite entender o perfil da empresa que recorre à antecipação de recebíveis e também do sacado, que é aquele que efetua o pagamento da nota fiscal. Graças a essa inteligência tecnológica, todo o processo – desde o cadastro até o depósito na conta do cliente – é feito em minutos.

A Omie reúne em um único lugar sistema de gestão, educação empreendedora e serviços financeiros e é a principal plataforma de gestão para as PMEs brasileiras. Seu trabalho é voltado a tornar esses empreendimentos, que têm um peso significativo no Produto Interno Bruto (PIB) do país, mais eficientes. O trabalho busca a adoção de processos eficientes e da gestão em nuvem, realizada de forma remota e digital, além da oferta de crédito a taxas justas. Essas condições são ainda mais importantes em um momento grave como o que é visto agora no país, em particular para comerciantes e prestadores de serviço, que precisam estar preparados para atuar de forma eficiente durante a crise e depois que ela passar.

Fonte: Pequenas Empresas & Grandes Negócios

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Fale aqui
1
Olá, tudo bem !
No que posso te ajudar ?
Powered by