Mais de 80% dos hospitalizados em SP tiveram tosse e febre; problemas cardíacos e diabetes são maioria entre doenças prévias

Mais de 80% dos hospitalizados em SP tiveram tosse e febre; problemas cardíacos e diabetes são maioria entre doenças prévias

Maior parte das pessoas com coronavírus tem menos de 50 anos. Estado somou 2.049 mortes nesta terça-feira (28) e 24.041 casos; destes, capital contabiliza 1.321 mortes e 15.397 casos.

A ampla maioria dos hospitalizados com coronavírus na cidade de São Paulo teve tosse e febre, de acordo com o boletim sobre a situação epidemiológica da Covid-19 divulgado na noite desta terça-feira (28) pela Prefeitura de São Paulo.

Os sintomas mais comuns das pessoas que deram entrada em hospitais da capital paulista foram tosse (83,8% dos casos confirmados e 78,6% nos suspeitos), febre (82,1% dos casos confirmados e 71,5% nos suspeitos) e falta de ar (73,2% dos casos confirmados e 74,8% nos suspeitos) (veja tabela abaixo)

Sintomas em pacientes confirmados e suspeitos da Covid-19 na cidade de São Paulo

Sintoma Covid-19 confirmado Covid-19 suspeito
Tosse 83,8% 78,6%
Febre 82,1% 71,5%
Falta de ar 73,2% 74,8%
Desconforto respiratório 59,7% 63,9%
Saturação <95% 58,9% 60,9%
Dor de garganta 24,3% 18,3%
Diarreia 13,3% 12,4%
Vômito 6,8% 9,1%

Quanto à existência de doenças pré-existentes registradas, tanto nos casos confirmados, como nos suspeitos, e nas mortes, a maior parte dos pacientes da capital paulista apresentou doenças cardíacas ou diabetes. Entre os casos confirmados da Covid-19, 6,7% relataram ter alguma doença cardíaca crônica, ou seja 448 pessoas dos 6.683 casos confirmados até a elaboração do estudo, no dia 23 de abril. Além disso, 3,8% (255 pessoas) relataram ter diabetes, e 2,6%, 177 pessoas, doença respiratória crônica.

As comorbidades mais prevalentes em idosos mortos por Covid-19 também são a cardiopatia crônica e a diabetes, seguidas por pneumopatias crônicas, condições neurológicas e insuficiência renal crônica, o que as confirma como condição de risco.

Quanto à prevalência de comorbidades em óbitos de menores de 60 anos, as doenças cardíacas e diabetes também estão presentes, com menor importância das condições neurológicas e pneumopatias crônicas. O estudo destaca elevada prevalência de obesidade, doença renal crônica e imunossupressão nos óbitos das pessoas com menos de 60 anos.

Idade e gênero

A maior parte dos casos confirmados de coronavírus na capital paulista tem menos de 50 anos

São Paulo somou 2.049 mortes nesta terça e 24.041 casos confirmados de coronavírus. Os números são os maiores já registrados desde o início da epidemia. A capital concentra mais da metade dos óbitos e dos casos da doença, com 1.321 mortes e 15.397 casos.

Segundo o boletim da Prefeitura de São Paulo, os casos confirmados e suspeitos da Covid-19 concentram-se na faixa etária abaixo de 50 anos. Até a conclusão do estudo, com base em dados de quinta-feira (23), as pessoas com idade de 0 a 49 anos correspondiam a 79% dos casos confirmados da doença na cidade, sendo a maior parte entre 20 e 49 anos.

Distribuição dos casos confirmados de Covid-19 por idade na cidade de São Paulo

Faixa etária Casos confirmados
<10 59
10-19 77
20-29 1.151
30-39 2.319
40-49 1.680
50-59 851
60-69 298
70-79 136
80-89 78
90+ 34
Total 6.683

Quanto ao gênero, os casos confirmados do coronavírus estão concentrados mais nas mulheres (59,9%) do que nos homens paulistanos.

Distribuição dos casos confirmados de Covid-19 por sexo na cidade de São Paulo

Sexo Covid-19 confirmado
Feminino 4.008
Masculino 2.675
Total 6.683
Fonte: G1

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Fale aqui
1
Olá, tudo bem !
No que posso te ajudar ?
Powered by